top of page
  • Foto do escritorLourenço Galarey

Distribuição de um fundo de investimentos

Atualizado: 15 de out. de 2023

Continuando nossa serie de conteúdos sobre fundo de investimento no mercado de energia, falaremos hoje um pouco sobre como funciona a distribuição de um fundo!


A distribuição de cotas do fundo de investimento, feita pelo distribuidor, é a atividade que promove a ligação entre os investidores e o fundo. Sua atividade é definida como a oferta de cotas de Fundo de Investimento a investidor ou potencial investidor, de forma individual ou coletiva, resultando ou não em captação de recursos para o fundo de investimento.

Ou seja, é por meio do distribuidor que o investidor tem acesso às informações do fundo de investimento, e por onde efetivamente investira e resgatará o valor investido. Este processo nos dias de hoje se dá por meio de plataformas virtuais, seja via sites ou aplicativos, que devem dispor de todas as informações necessárias para que um investidor tenha total ciência dos riscos e objetivos envolvidos no fundo de investimento analisado.

As informações que devem ser disponibilizadas abertamente a todos investidores potenciais, são o regulamento, política de investimentos, objetivo do fundo, perfil de risco do fundo, bem como dados sobre quem é o gestor, administrador e custodiante, o valor da cota, a variação da cota nos últimos períodos, volatilidade etc.


É por meio da plataforma do distribuidor que o investidor poderá comparar diversos tipos de fundos, tanto em rentabilidade histórica, como perfil de investimento, prazos de liquidação e resgate. E ainda ser auxiliado nesta tomada de decisão pelos empregados ou sistema próprio. O administrador pode ser considerado o braço comercial de toda a estrutura de fundos de investimento.


Os distribuidores devem receber do administrador todo o material de divulgação do fundo, bem como o objetivo e estratégia mercadológica, e também toda e qualquer alteração, seja no fundo, no regulamento ou em qualquer dado que se faça relevante para a melhor escolha do investidor. A não exatidão das informações, bem como atrasos na sua veiculação, é de responsabilidade total do administrador, já que é ele quem as fornece e valida.


É por meio do distribuidor, que é possível a dinâmica conhecida no mercado financeiro como distribuição por conta e ordem. Em que a subscrição das cotas do fundo acontece em nome de terceiro, no caso, do distribuidor, e esta instituição intermediária que é responsável por registrar as cotas no nome de cada cotista, bem como manter todos as suas informações e registros. O cotista será identificado por um código, e apenas este código é repassado ao administrador e gestor.


Nesta modalidade de distribuição por conta e ordem, todas as obrigações relacionadas ao cliente, são transferidas ao distribuidor, que fica responsável por informar e cobrar o cliente sobre qualquer fato relevante relacionado a seus investimentos.


Desta forma, a instituição intermediária pode distribuir diversos fundos de investimentos, de diferentes administradores e gestores, sem que o cliente final seja revelado. Isto contribui para a segurança do cotista e também para o desenvolvimento de plataformas abertas de distribuição, aumentando a oferta de produtos a seus clientes, e promovendo maior concorrência no mercado de fundos.


Sua remuneração se dá como uma porcentagem da taxa de administração cobrada pelo fundo. Ou seja, é por meio da taxa de administração que serviços como o de gestão, administração e distribuição são remunerados. Como o distribuidor é remunerado pelo fundo distribuído, e que esta remuneração varia de fundo para fundo, pode existir aí um potencial conflito de interesses, em que o distribuidor pode ser incentivado a priorizar a distribuição do fundo que mais o remunera, não sendo necessariamente a melhor escolha para o investidor.

525 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page